Falando do sonho

Vaidade 

Sonho que sou a Poetisa eleita,
Aquela que diz tudo e tudo sabe,
Que tem a inspiração pura e perfeita,
Que reúne num verso a imensidade!

Sonho que um verso meu tem claridade
Para encher o mundo! E que deleita
Mesmo aqueles que morrem de saudade!
Mesmo os de alma profunda e insatisfeita!

Sonho que sou Alguém cá neste mundo...
Aquela de saber vasto e profundo,
Aos pés de quem a Terra anda curvada!

E quando mais no céu eu vou sonhando,
E quando mais no alto ando voando,
Acordo do meu sonho... E não sou nada!..


Florbela Espanca
Posted on 10:29 by Emília and filed under , , | 28 Comments »

28 comentários:

Tânia regina Contreiras disse... @ domingo, maio 16, 2010

Florbela D'Alma já foi assinatura da poetisa... E são, mesmo, pura alma seus versos!

Abraços,
Tânia

Zé Carlos disse... @ domingo, maio 16, 2010

Emilia querida, bem de Florbela nem há necessidade de se comentar, mas a sua visita me alegra muito.

Desejo que tenha um domingo maravilhoso e uma semana feliz.

Um beijo enorme do teu amigo distante, ZC

RENATA MARIA PARREIRA CORDEIRO disse... @ domingo, maio 16, 2010

Bom dia, querida! Desculpe-me a demora, mas tenho problemas para dormir. Nem por isso, deixaria de vir aqui.

*eu mandei um recado
e nele estava escrito isto
não estou disponível nas praças
ou nas placas de sinalização
não estou na algazarra dos protestos
ou nos gritos de gente enlouquecida
e a bandeira que levanto ninguém olha
por isso não me acham, se procuram
ou esquecem ou ignoram
são tão broncos que adoram
a beleza que traz guerra
não enxergam que estou perto
vestido de branco, esperando
mas ninguém encontra fácil
um simples acordo de paz
Recado de Paz
Jamais me esqueceria de ti!*
Poema da Renata

Beijosss
Que Deus te abençõe sempre!
Tenha um Belo Domingo!

AC disse... @ domingo, maio 16, 2010

Florbela e a sensibilidade à flor da pele...

Silenciosamente ouvindo... disse... @ domingo, maio 16, 2010

Forbela Espanca, gosto muito
da sua poesia.
Vim dar-lhe um beijinho neste
domingo e agradecer a sua visita
ao meu blogue.
Irene

reltih disse... @ domingo, maio 16, 2010

bueno, no entendí mucho. un gusto visitarte.
un abrazo

Lórah Claus disse... @ domingo, maio 16, 2010

Oá minha querida Emília, são poemas como este que acabei de ler e blogs como o seu que fazem valer a pena parar um tempinho para ler... Muito lindoo e inspirador tbm....
Já virei fan..
òtima semana..
grande beijo

RICARDO MIÑANA disse... @ domingo, maio 16, 2010

Precioso blog y buen texto,
un placer pasar a leerte.
feliz semana.

Caminhos Poéticos disse... @ segunda-feira, maio 17, 2010

"...Sabe o que eu quero de verdade?
Jamais perder a sensibilidade, mesmo
que às vezes ela arranhe um pouco a alma.
Porque sem ela não poderia sentir
a mim mesma..."

Clarice Lispector

Te desejo uma semana de amor e muita paz!!

Valter Montani disse... @ segunda-feira, maio 17, 2010

Eu sou suspeito em falar sobre Florbela, sou fã ardoroso dela
grato por partilhar esse lindo texto Emilia, bjs e boa semana.

Isabel disse... @ segunda-feira, maio 17, 2010

Gracias Emilia por acercarte a mi blog y darme la oportunidad de conocer el tuyo, será un placer compartir poesía, un beso hasta Portugal

Fernando Antonio Pereira disse... @ segunda-feira, maio 17, 2010

Olá!
Saudações Literárias...
Muito bem cuidado seu espaço. Parabéns!
Sempre que eu puder voltarei.
Abraços de Luz.
Visite o ILUMINANDO A VIDA.

Miriam disse... @ segunda-feira, maio 17, 2010

Olá Emilia,

Tenho um Blog que fala sobre o alimento do corpo, o seu sobre o alimento da alma, vou te seguir para ficar completa.

Adorei o teu cantinho,
1000 Beijokinhas

Poesias-Franciéle R.Machado disse... @ segunda-feira, maio 17, 2010

Os sonetos dela são lindos, tudo o que ela escreve, pode ser tão imensa dor,mas sempre é belo.

Abraços =D

Destructor de Mentiras. disse... @ terça-feira, maio 18, 2010

Inspiracion pura y perfecta...

Que bonito.

Me ha gustado mucho.

Abrazos

Amor feito Poesia disse... @ terça-feira, maio 18, 2010

Tua ausência cala o mundo, o mar, os ventos.
Tua ausência desaba silenciosamente sobre os
meus dias, soterrando meu outono...
Ela magoa demais o meu sossego.
(Tua ausência é essa substância densa)
Tua ausência é tão presente que é pessoa...
E me abraça.

(Marla de Queiroz)


Boa Noite com poesia...M@ria

Mita disse... @ terça-feira, maio 18, 2010

Es tan hermoso...
Besos, gracias.

Vanidad

Sueño que soy la poetisa electa
Aquella que dice todo y todo sabe
Que tiene la inspiración pura y perfecta
Que reúne en un verso la inmensidad

Sueño que un verso mío tiene claridad
para llenar el mundo
Y que deleita
aún aquellos que mueren de añoranza
incluso a los de alma profunda e insatisfecha

Sueño que soy alguien acá en este mundo
Aquella de saber vasto y profundo,
a los pies de quienes la tierra anda inclinada

Y cuando más en el cielo voy soñando,
Y cuando más en lo alto ando volando,
Despierto de mi sueño... Y no soy nada

EMOÇÕES disse... @ terça-feira, maio 18, 2010

Emília, seu Blog é lindo!
Passarei sempre por aqui.
Bjss

Larissa Tabosaâ disse... @ quarta-feira, maio 19, 2010

Amei seu blog !
E obrigada pela visita !

Beijoos. . .
Te seguindoo !

Juliana Carla disse... @ quarta-feira, maio 19, 2010

Boa noite Emilia!

Obrigada pelo seu carinho no BRAILLE DA ALMA.

Sigo-te! E conto com o seu apoio para ganhar este prêmio:

*** TROFÉU THE BEST GB! ***

O BRAILLE DA ALMA está concorrendo o Troféu The Best GB 2010 na Gazeta dos Blogueiros. Para votar visite o site:

http://www.gazetadosblogueiros.com/

A votação vai até o dia 19/05/2010. Vamos somar forças numa só emoção! Ficarei feliz com sua colaboração.

Desde já fico grata.

Juliana Carla
brailledalma.blogspot.com/

Júlio Castellain disse... @ quarta-feira, maio 19, 2010

...
Emilia,
Agradeço por suas palavras.
Meu abraço.
...
Florbela, perfeita.
...

Germano Xavier disse... @ quarta-feira, maio 19, 2010

Emilia,

bom demais o teu recanto palávrico. Prazer imenso poder estar aqui.

Obrigado pela presença no Equador das Coisas.

Carinho sincero.
Continuemos...

Primeira Pessoa disse... @ sexta-feira, maio 21, 2010

belo espaço, emília.
aprecio muitíssimo florbela espanca, uma de minhas primeiras referências na poesia.

parabéns!

Caminhos Poéticos disse... @ sábado, maio 29, 2010

"As vezes ouço passar o vento; e só de ouvir o vento passar, vale a pena ter nascido."

(FERNANDO PESSOA)

Feliz Noite e BOM FDS...M@ria

Caminhos Poéticos disse... @ segunda-feira, maio 31, 2010

A imaginação é mais importante que o conhecimento. Conhecimento auxilia por fora, mas só o amor socorre por dentro. Conhecimento vem, mas a sabedoria tarda.

Albert Einstein

Amor & Paz na nova semana...M@ria


Obs:Selinho Caminhos Poéticos prá voce aqui na página com carinho meu.

Luli disse... @ domingo, junho 27, 2010

Olá,
quando puder, passa lá e pega o seu prêmio!
Saudações!

Andressa disse... @ terça-feira, dezembro 14, 2010

E que deleita mesmo aqueles que morrem de saudade!

UAU.

Tais Luso de Carvalho disse... @ segunda-feira, janeiro 17, 2011

Emília, passeando um pouco pelo seu blog me detive aqui, em Florbela, a minha poeta preferida! Seus poemas calam fundo, falam especialmente do que o ser humano tem de mais nobre, seus sentimentos, de sua alma inquieta, de suas tristezas, incertezas... Belíssima postagem.
Meu carinho a você.
Tais Luso